quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

And the Oscar goes to...



Por sorte, viajei durante o carnaval para Penedo, uma cidadezinha muito fofa e aconchegante, longe das badalações e loucuras que o resto do país vive nessa época. E, por mais sorte ainda, fiquei hospedada num hotel que tinha TV a cabo, consequentemente, que tinha TNT e, consequentemente, eu consegui ver a cerimônia do Oscar! (Já que a Globo se recusa a dar o mínimo de atenção para a mesma...)


Portanto, mesmo que depois de meio século, mesmo que essa notícia tenha se tornado velha pra cachorro - entendam, eu como futura jornalista deveria me preocupar com furos ou em ser a primeira a publicar fato tão importante - eu não tenho (AINDA!) um laptop para essas emergências e só pude começar esse post depois de passados quatro dias do Oscar. Mas, contudo, todavia, essa que vos fala tem o maior prazer de comentar sobre os grandes vencedores do maior prêmio do Cinema Mundial (em maior lê-se: mais badalado, mais comentado, mas nunca o mais certo, que realmente premia os melhores ou que seja o mais criterioso.)



Enfim, sem mais delongas porque nosso tempo é curto - o meu de escrever e o seu de ler - vamos começar pelo começo: Hugh Jackman como apresentador. Ao contrário do que imaginei, ele fez um bom trabalho. Conseguiu arrancar algumas risadas (nada comparado a Woophi Goldberg, claro!) e participou de um belo número que homenageava a volta dos musicais. Nessa parte até os malas-sem-alça do Zac Efron e da Vanessa Hudgens cantaram, mas o Hugh e a Beyoncé eram os principais e arrasaram.


Outra parte que eu gostei muito foi a maneira como este foi apresentando os ganhadores. Veja, em cada categoria, o cenário mudava e os candidatos eram apresentados de uma maneira característica. Isso deu mais identidade e não ficou uma coisa chata como "Esses são os indicados a tal prêmio..." e ponto final.


Entre os ganhadores, 'Quem quer ser um milionário?' arrebatou oito estatuetas, umas surpresa para mim, pois achei que 'O curioso caso de Benjamin Button' fossse levar tudo e mais um pouco. Mesmo tendo conquistado alguns, o último perdeu feio para o primeiro, que levou os principais prêmios: Filme, Diretor e Roteiro.


Sean Penn ganhou como melhor ator por sua atuação em 'Milk - a voz da igualdade', em que interpreta um político gay, e Kate Winslet ganhou por seu papel em 'O leitor'. Penélope Cruz foi a melhor atriz coadjuvante por 'Vicky Cristina Barcelona' e se tornou a primeira espanhola a levar um Oscar. E, por fim, obviamente, Heath Leadger ganhou o prêmio de melhor ator coadjuvante. Este, em especial, era a maior certeza, a maior barbada do Oscar. Aposto que Robert Downey Jr e companhia foram à cerimônia só para passear porque todo o mundo, sem excessão, tinha certeza que esse prêmio iria para o Coringa. Aliás, essa foi a parte mais emocionante do Oscar, quando os pais e a irmã do ator foram receber o prêmio por ele e o Kodak inteiro aplaudiu de pé, às lágrimas.


Por último, 'WALL-E', claro, ganhou como melhor Animação. Eu não vi 'Kung fu Panda', admito, mas tenho certeza que nada barra o filme que é, atualmente, considerado a melhor animação de todos os tempos e que estava cotado até para concorrer a Melhor Filme. Esse prêmio não podia, em hipótese alguma, ir para outro.


Finalizando, entre as outras categorias e não irei comentar mais pois o post já se estendeu o suficiente. Mas deixarei aqui a lista de todos os vencedores para quem ainda não ficou sabendo ou para quem quiser conferir suas preferências.


-Melhor Filme: 'Quem quer ser um milionário?'

-Melhor Direitor: Danny Boyle, por 'Quem quer ser um milionário?'

-Melhor ator: Sean Penn, por 'Milk'

-Melhor atriz: Kate Winslet, por 'O leitor'

-Melhor ator coadjuvante: Heath Ledger, por 'Batman - O cavaleiro das trevas'

-Melhor atriz coadjuvante: Penélope Cruz, por 'Vicky Cristina Barcelona'

-Melhor roteiro original: 'Milk', de Dustin Lance Black.

-Melhor roteiro adaptado: 'Quem quer ser um milionário?',de Simon Beaufoy

-Melhor direção de arte: 'O curioso caso de Benajmin Button', Donald Graham Burt & Victor J. Zolfo.

-Melhor fotografia: 'Quem quer ser um milionário?', Anthony Dod Mantle.

-Melhor figurino: 'A duquesa', Michael O’Connor.

-Melhor edição: 'Quem quer ser um milionário'?, Chris Dickens.

-Melhor maquiagem: 'O curioso caso de Benjamin Button', Greg Cannom.

-Melhor trilha musical: 'Quem quer ser um milionário?', A.R. Rahman.

-Melhor mixagen de som: 'Quem quer ser um milionário?', Ian Tapp, Richard Pryke & Resul Pookutty.

-Melhor edição de som: 'Batman - O cavaleiro das trevas', Richard King.

-Melhores efeitos visuais: 'O curioso caso de Benjamin Button', Eric Barba, Steve Preeg, Burt Dalton & Craig Barron.

-Melhor canção: "Jai Ho”, de 'Quem quer ser um milionário?'

-Melhor animação: 'WALL-E', da Pixar.

-Melhor filme estrangeiro: 'Departures', do Japão.

-Melhor documentário em longa-metragem: 'Man on wire', de James Marsh.

-Melhor animação em curta-metragem: 'La maison en petits cubes', de Kunio Kato.

-Melhor documentário em curta-metragem: 'Smile pinki', de Megan Mylan.

-Melhor curta-metragem: 'SPIELZEUGLAND (TOYLAND)', de Jochen Alexander Freydank.

4 comentários:

  1. ah que post mais 'jornalístico' esse,adorei !
    =)
    Ah, adoro e concordo com todos os seus comentários, eu infelizmente não vi a cerimonia toda. Mas sobre a troca de cenário eu também achei muito bacana, só lamento não ter visto o nosso eterno 'van helsing' :)
    Ah, sobre o Coringa,vc acha que ele realmente 'mereceu' ? sabe, esquecendo o fato dele ter morrido... que é muito triste, e acaba naturalmente trazendo um pouco mais de 'glória' para a atuação dele.. sei lá, eu achei ele magnífico, e acho que ele mereceu, mas e vc ?

    Beiiijos !

    ResponderExcluir
  2. Sim, acho que ele mereceu.
    Apesar de não concordar com o que a maioria das pessoas diz sobre ele ter sido melhor que o Jack Nicolson - os personagens eram diferentes e o Jack também teria feito um ótimo trabalho se fizesse 'esse' Coringa - O Heath fez um papel maravilhoso. eu realmente fiquei com um puta medo daquela atuação. É perfeita, magnífica, maravilhosa e todos os bons adjetivos possveis!

    Mas acho que se ele naõ tivesse morrido os outros atores teriam alguma chance, porque esse ano, coitados, o Oscar naõ seria deles NUNCA!

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Antes de mais nada, tenho que dizer que adoro seu jeito descontraído, porém com linguagem culta e perfeita, de escrever, Celly!

    Não tenho tv acabo, logo, não pude assistir a cerimônia. =/ Mas, apesar de não ser uma verdadeira cinéfila, gosto bastante de cinema e corri atrás de reportagens e informações sobre. De um modo geral, gostei do resultado.
    Adorei o discurso da Kate Winslet! Eu também sempre ensaio com um shampoo enquanto tomo banho, será que um dia levo uma estatueta? ahiehaiuehiae

    Beeeijo, minha jornalista preferida!
    ;*

    ResponderExcluir
  4. bem, tudo dentro do previsto, o curioso caso do brad pitt só levo oscar em categorias "por tras das cameras", o heath ledger ganho, a globo fez pouco caso do oscar, o zac efron muito gay como sempre e o meu amor, ótima nos comentarios como sempre^^

    ResponderExcluir