quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O lixo de Gramacho vai parar em Hollywood.


Cena do filme "Lixo Extraordinário"


Ontem saíram os indicados ao Oscar 2011 e, que surpresa, o documentário brasileiro "Lixo Extraordinário" tá concorrendo! Focado no trabalho do artista plástico Vik Muniz, o filme pretende montar quadros a partir de cenas que ele vê no aterro e, assim, aproximar os catadores de lixo do Aterro de Gramacho da arte. E ver como isso pode mudar a vida deles.


Confesso que não vi o documentário, mas tive o prazer de visitar Gramacho durante a escola técnica. Fomos lá coletar chorume in natura e após o tratamento (tem uma estação lá) e fazer ensaio toxicológico, ou seja, ver como animais reagem à essas substâncias e se elas são tóxicas ou não.

Mas passando por lá, é impossível não reparar nas pessoas trabalhando. Em um momento, um caminhão chegou e despejou o lixo perto dos catadores. Um deles achou um saco redondo em forma de bola de futebol, chamou os amigos e começou a jogar. Um menino da minha turma tirou uma foto daquilo e ficou sensacional: no meio de uma montanha de lixo (literalmente! quando eu fui lá, o morro já tinha uns 30m) caras jogam bola, se divertem. Impossible is nothing.

Pelas críticas que tenho lido sobre o documentário, esse é o maior mérito dele. Foca no trabalho de Vik Muniz, mas também no sonho daqueles catadores, na emoção deles de ver aquelas obras de arte. També mostra a noção deles de arte e como eles enxergam o lixo lixo rico x lixo pobre) Além disso, também tenta levar o espectador para aquele realidade tão diferente, às vezes tão cruel, que muita gente tenta ignorar, mas que existe e faz parte da vida de todo mundo. Afinal, Gramacho recebe o lixo de praticamente todo o RJ.

Não se se o documentário é bom, mas é realmente sensacional ver uma produção brasileira (mesmo que em parceira com a Inglaterra) na luta por um Oscar. Mas o que eu queria ver mesmo é a cara dos poderosos da Academia vendo aquelas imagens de um Rio de Janeiro tão diferente do que eles estão acostumados a ver por aí. Mulata pelada? Praias lindas? Apartamentos gigantescos de frente para praia? Para mim, o maior mérito de "Lixo Extraordinário" é mostrar pro mundo uma realidade carioca que muita gente quer mais é escorregar pra debaixo do tapete. Mais ainda, mostrar que existe uma tão beleza exuberante naquilo.

Um comentário:

  1. mesmo artista q fez abertura de novela das oito com lixo, tbm nao vi (eu sei q vc sabe disso, é minha namorada :p) mas acho q vai ser interssante, é claro, se nao for um trabalho de senso comum, sensacionalista, deve valer a pena, tem cara de ser bom, veremos.

    ResponderExcluir