quinta-feira, 10 de março de 2011

Decepção.


Quem me conhece sabe que um dos meus filmes preferidos é "Casamento Grego", a história da grega Toula (Nia Vardalos) que se apaixonada pelo um não-grego Ian Miller (John Corbett) que tem que fazer de tudo para agradar a família dela. Sou apaixonada por aquele humor bem sitcom que o filme tem. O roteiro é incrível, bem real e sabemos que Nia Vardalos (atriz que interpreta a personagem principal e roteirista do filme) passou realmente todas aquelas situações na vida de grega. Ela é corajosa, mas não mandona. Ele é um doce de homem, sem ser pamonha. Enfim, tudo na dose certa.
E eis que eu estava ontem na casa do meu irmão tomando conta dos meus lindos sobrinhos e zapeando pela TV a cabo quando dei de cara com "Eu Odeio o Dia dos Namorados", com os mesmos Nia Vardalos e John Corbett. Parei para ver porque era escrito e dirigido por Nia Vardalos e fiquei interessada. Se tivesse metade da graça de "Casamento Grego" já seria uma bom programa.
 
Mas, nossa, que decepção! O roteiro é totalmente previsível e, pior de tudo, completamente sem graça. Tem aqueles filmes que são previsíveis, mas que a atuação dos atores vale. Nesse filme, nem isso. Quanta diferença deles de um filme para o outro. No primeiro, havia uma química incrível entre eles, um sentimento de carinho que passava para o espectador.
 
Agora, tudo parecia tão forçado! Nia Vardalos ria como a minha boneca da Eliana de 1,10 (aquela que andava 'sozinha'), aquele sorriso travado, de olhos arregalados que, no rosto de um palhaço, podia estar em um filme de terror. Enquanto Ian Miller era o príncipe que toda mulher sonha, sem ser aquele babaca que parece um cachorrinho, Greg de "Eu Odeio o Dia dos Namorados" é um patetão. Traído pela namorada comissária de bordo, fica com aquela cara de cachorro que tomou chuva. Não dá pena, não. Dá raiva mesmo.
 
Os personagens secundários são outra porcaria "à parte". Parecem ter sido colocados lá de qualquer jeito, só para o elenco não ter duas pessoas. Em "Casamento Grego", a família grega de Toula é enorme, mas, mesmo que você não conheça profundamente cada um dos personagens, eles estão lá e são importantes. Realmente fazem parte da história. Nesse, os coitados dos secundários parecem até figurantes. Podiam entrar mudos e sair calados que, juro, não faria a mínima diferença!
Enfim, uma grande decepção. Até assisti hoje "Casamento Grego" de novo só para poder rir de verdade porque, ontem, não esbocei nem um sorriso.

2 comentários:

  1. Se você diz... este filme acaba de entrar na minha lista de filmes que não verei, não que eu soubesse da existência dele. rsrs

    PS: Impossível não parar pra ler seu blog! Só pra avisar.

    ResponderExcluir