domingo, 23 de agosto de 2009

Tem horas que não se tem nada para dizer...


...E hoje é uma dessas horas . Ontem assisti "Brüno", o novo filme de Sacha Baron Cohen e, confesso, que mesmo depois de quase vinte e quatro horas, eu ainda não sei o que dizer. Não, meu caro leitor, não estou sem palavras pelo fato do filme ser um máximo. Muito pelo contrário, infelizmente. O filme é uma completa porcaria de intermináveis duas horas . Eu nunca tinha tido vontade de largar um filme no meio, mas, dessa vez, a vontade foi grande e, só não saí, por manter uma esperança, lá no fundo do meu coração, de que alguma coisa fosse valer a pena. Ledo engano. Nada se salva, nada vale a pena, nada presta.

Bom, mas caso você do outro lado do monitor ainda mantenha alguma curiosidade sobre a história, mesmo depois desse desabafo, lá vamos nós. Brüno é um apresentador austríaco de um famoso programa de moda do país. Ele é fashion, rico, se acha lindo e perfeito em todos os sentidos e ainda tem tudo o que deseja. No entanto, um belo dia, devido a uma grande confusão, ele perde tudo o que conquistou do dia para noite. Não é mais convidado para os eventos badalados, perde o namorado, a casa, o programa e o emprego. Nesse ponto, ele resolve ir para os Estados Unidos, pois acha que lá, em Hollywood mais especificamente, ele terá a chance de voltar a ser famoso como ele era.

A partir daí, meu digníssimo leitor, começa uma sequência transloucada de cenas com as piores piadas sexuais do século, onde o ponto maior não é a tentativa de Brüno voltar ao estrelato, mas, sim, seus relacionamentos e trejeitos gays. Tem até uma hora em que ele quer ser heterosexual, porque Tom Cruise, John Travolta e outros astros são heteros, e a sua 'terapia' continua a sequência de piadas sem nenhuma graça. Outro momento é quando ele acha que salvando o planeta ele será uma celebridade e, para isso, tenta até selar a paz no Oriente Médio, com direito até a uma música que diz 'Brüno, a pomba branca da paz'. Como se isso não fosse pouco, o filme ainda tem participações de Bono Vox, Slash, Elton John e Snoop Dog, cantanto com 'Brüno, a pomba branca da paz'. Eles viram o filme inteiro e sabiam no que estavam se metendo?

Bom, para quem disse que não tinha palavras, até que eu escrevi muito. Muito mesmo porque esse filme não merece nenhuma letrinha aqui no meu blog. Aliás, ele não merece nada. Resumindo, povo, uma completa porcaria. E leiam bem o que eu digo: não assistam! Ou terão perdido duas horas da vida de vocês.

5 comentários:

  1. um lixo total, e pnsar q tem uma comunidade no orkut com mais de 400 loucos q defndem este filme como um filho!
    enfim, aos q irão assistir nao confundam inovação com apelação, nao, ste filme nao é inovador, é sujo apenas.

    ResponderExcluir
  2. Nunca postei, vim aqui pq prometi. Tenho uma coisa pra dizer: HEIN??? COMO ASSIM VC FOI VER ESSE FILME? ahuahuahau. O que te levou a tal loucura?

    Ass: Dani

    ResponderExcluir
  3. Dani, a pergunta é QUEM me levou a tal loucura.
    Resposta: o Mintira! Huhuahuahuahua

    ResponderExcluir
  4. Olha, Marcelle... Só de olhar pro Poster, já dá pra saber que não presta. Por que vocês não foram ver Era do Gelo 3 em 3D? Ia ser muito mais legal.
    Nisso que dá ter namorado tosco. 9_9

    ResponderExcluir
  5. tosco é quem AMA DE PAIXAO os films clichs da julia roberts!

    ResponderExcluir