domingo, 8 de março de 2009

'Quem quer ser um milionário?' - Surpreendeu!


Fui assistir ao fenômeno do ano com um pézinho atrás. Tanta falação, tantos elogios e tanta badalação me deixaram desconfiada até o último fio de cabelo. Mas não é que me surpreendeu? A história do garoto que ganha milhões no Show do milhão indiano fez jus aos Oscar's que recebeu e merece aplausos.

Mas vamos comentar por partes. Primeiro: a história. Clichê até dizer chega, mas um clichê bem feito é bom sim e ponto final. Apesar de ser batido eles contando como o garoto 'favelado' conseguia saber as respostas, a 'idéia' da pergunta final - não vou falar para quem ainda não viu - o próprio final entre Jamal, o principal, e Latika, o amor de sua vida... Enfim, muito, muito clichê. Mas é um clichê arrumadinho, emocionante, que tem seus momentos engraçados e dramáticos e, acima de tudo, muito bem feito. Lembram quando comentei sobre 'Austrália'? Era clichezão também. Mas qual a diferença então, Marcelle?? A diferença é que 'Austrália' não só não emociona, como te irrita com tanta melação.
Segundo: as críticas. Uns amaram, outros odiaram. No entanto, não concordo com algumas coisas que li como que era uma apelação às favelas da Índia, que passava uma imagem muito ruim, que era nojento e outras coisas (p.s.: não existe 'fonte' para as criticas, não estou falando de uma pessoa em particular, nem estou querendo ofender ninguem que achou isso do filme.) A Índia pobre é daquele jeito, não é só a Maya dançando para o Bahuan como acontece na novela das oito. Aliás, o que foi mostrado nem foi tãão chocante assim - e olha que eu me impressiono fácil. Quer ver algo chocante? Assiste às notícias violentas do Rio de Janeiro, por exemplo. Ou leia sobre as torturas da Ditadura Militar - o cara que tortura o Jamal pode ser considerado um anjo!

Terceiro e mais importante: o Oscar. Acho que ele mereceu os prêmios, sim. É um filme bem contado, bem amarrado, interessante, emocionante e nos convence. Agora, só dois prêmios que não concordo: melhor canção, como já disse anteriormente - por falar nisso, a pior parte do filme é um número musical no final que não tem absolutamente NADA haver com NADA; e melhor filme - achei 'O curioso caso de Benjamin Button' melhor...Mais profundo, com um enredo que nos prende, nos faz refletir (sem lição de moral) e ao mesmo tempo tem uma história de amor linda, tanto quanto a de Jamal e Latika.

Finalizando, um filme muito, muito legal, que vale a pena pagar quinze reais para assistir - o cinema está muito caro e eu esqueci a carteirinha de estudante - Enfim, recomento a todos!
Mas, depois, quero saber a sua - sim, a SUA - opinião, hein, querido leitor?? :D






Um comentário:

  1. muito bom, nao tem como negar, mas nao ´assim a oitava maravilha do mundo nao, agora eu percebo o quao injustiçado foi o film "cidade de Deus" q tem uma tematica em ambientes parecidos e nunca foi levado tao a serio como deveria.

    ResponderExcluir